maisDADOS Tecnologia

55 (31) 3198 4393
Plantão (31) 98652 4989
(31) 99546 7117
menu

Notícias

5 passos para melhorar sua segurança digital

Symantec indica os caminhos e alerta que itens devem fazer parte da lista de prioridades de qualquer pessoa

Dentre as resoluções para o ano de 2019, melhorar a segurança cibernética das empresas com certeza deveria estar na lista de prioridades. Não é difícil se proteger, basta seguir alguns passos, segundo a Symantec.

1. Fator duplo de autenticação

O fator duplo de autenticação acrescenta uma camada de segurança para as contas on-line. Normalmente envolve o uso de uma senha já conhecida com um código que pode ser enviado por meio de mensagem de texto ou gerado em um token. Usar este método significa que se um hacker roubasse uma senha, ele não teria acesso automático à conta.

A maioria dos bancos já utiliza esse modelo há algum tempo, mas outras contas online, como e-mails e redes sociais, estão liberando essa opção para os usuários agora. Pesquisas recentes apontam, porém, que SMS pode ser interceptado por hackers. Por isso, prefira autenticação por meio de token ou aplicativo quando possível.

2. Restringir as permissões dos aplicativos

Quase todo mundo possui um smartphone, e a maioria deles está cheia de aplicativos que permitem que as pessoas dividam sua rotina com o mundo, confiram a previsão do tempo, vejam filmes, entre outros. Mas ao instalar um desses apps é importante verificar quais permissões são solicitadas e se elas são exigidas apenas para que ele funcione corretamente, nada além disso.

Uma pesquisa feita pela Symantec no ano passado identificou que 89% das solicitações de permissões são arriscadas, algumas envolvem informações privadas dos usuários, podem potencialmente afetar os dados salvos no aparelho ou o funcionamento de outros aplicativos.

Entre as permissões suspeitas, é comum incluírem monitoramento de localização, acesso à câmera e gravação de áudio. Obviamente um aplicativo de compartilhamento de fotos precisa acessar a câmera, mas desconfie caso não haja necessidade da permissão. A pesquisa identificou ainda, por exemplo, que um app de lanterna solicitava acesso aos contatos, mensagens SMS, câmera e microfone. Por esse motivo é importante tomar cuidado ao fornecer as permissões.

3. Use um gerenciador de senhas

Muitas pessoas utilizam a mesma senha para diversas contas online. Esse comportamento é extremamente perigoso, já que o hacker precisa descobrir apenas uma combinação para acessar inúmeras contas. Diversas empresas tiveram vazamentos de dados recentes, como o Yahoo e o LinkedIn. Nestes casos, a senha de um usuário desses serviços que também é utilizada em outras contas, possivelmente está disponível na internet.

Cibercriminosos podem usar esses dados vazados em ataques “credential stuffing”, em que informações de nome de usuário ou login e senha são utilizados para tentar acesso a outras contas online usando uma ferramenta de larga escala que solicita automaticamente acesso em sites específicos. Esse tipo de ataque pode afetar as pessoas que utilizam o mesmo e-mail e senha em diversas contas.

Um gerenciador de senhas pode armazenar a informação de diversas contas, e significa que o usuário precisa lembrar de mandar apenas uma senha.

4. Cheque a configuração de suas redes sociais

Os golpes que utilizam engenharia social continuam em alta no cenário de segurança. Eles não envolvem malwares específicos nem táticas avançadas, mas apenas a habilidade do hacker em convencer a vítima a fazer algo por eles – normalmente, enviar dinheiro.

Ao colocar muita informação pessoal on-line, fica fácil para os cibercriminosos acharem dados suficientes para ludibriar a vítima. Por isso é importante manter as redes sociais privadas e não compartilhar com estranhos na internet muita informação pessoal, como quantos filhos possui e nome de familiares, por exemplo.

5. Proteja seu dispositivo

Todos os aparelhos, incluindo telefone, tablet e computador, devem ser protegidos por uma solução de segurança que detecte malware e outras ameaças cibernéticas para manter seus dados seguros.


Fonte: IT Fórum 365